segunda-feira, outubro 19, 2009

O Silêncio entre O Verbo.




Sou
aquela que jaz no entre-sono,


Entre os lençóis e a pele.
Entra entre a coisa
e verbo qualquer que a vele.

Um comentário:

lepapillon disse...

Sou aquele dos entreatos,
interlúdios e interstícios,

É na fenda que tudo vive,
na brecha, nos orifícios

E a palavra se fez carne,
e o silêncio se fez sexo
"Sexus, plexus, nexus"