quarta-feira, junho 03, 2009

Novas Veredas.

Saí à rua como quem abre os olhos depois de um sonho bom. As árvores eram verde-menta, a rua sem asfalto, o cheiro do carrinho de sorvete pairava e a igreja guardava a história da verdade (de verdade!). O frio me aquecia por inteira. Respirei fundo e assoviei a melhor canção que pude me lembrar. Como é doce querer-bem! Ninguém viu, mas era o Amor que ensaiava os seus primeiros passos.

(Pensando nas novas pessoas-amores)


Elvis Costello; Imagination (Is a Powerful Deceiver)

Nenhum comentário: